Friday, October 14, 2011

Ventos D'oeste



O Nascimento de Vênus; Sandro Botticelli, 1483, têmpera sobre tela,172.5 cm ×278.5 cm.  -    Galleria degli Uffizi, Florença


 14 de outubro de 2011  - 18h45m

Quando penso em falar
O que não diria em letra
Debruça-se nos dedos um mar
E nele cantam sereias

Fico arredia
Ecoar, para quê?, um canto
Mas me vejo além dos porquês
E começo nadando.

Depois de um tempo
De maresia, ressaca
Me vejo em nova braçada
Um mar de pedras encontro.

Fico em mim,
tacanho
Sabendo esse peito
Jorrando

De pensar;
mesmo longe,  nos vemos.
Descobrindo amor e beleza
E um deleite por Vênus.

1 comment:

Wasich Kann said...

isso me deu uma alegria. acho que sabe que alegria é essa, não é pelo que falam as palavras, mas como elas conversam entre si